Desventuras em Série

quinta-feira, maio 08, 2014


Após muito tempo (e dessa vez é muito tempo mesmo) longe de resenhas de filmes ou livros, estou de volta!

Escolhendo um livro aleatoriamente enquanto andava por entre as prateleiras da biblioteca há uns bons 8 anos atrás encontrei um tal de Desventuras em Série, escrito por um tal de Lemony Snicket. Uma capa bacana, ilustrações muito bonitas, porém no volume 2 (o 1 deveria estar alugado ou escondido em outra prateleira), mas aluguei mesmo assim. No final das contas foram 13 livros de muitas desventuras e uma comédia meio bizarra e dramática que é única do escritor Daniel Handler a.k.a Lemony Snicket.
Caro Leitor, Sinto muito dizer que o livro que você tem nas mãos é bastante desagradável. Conta a infeliz história de três crianças muito sem sorte. Apesar de encantadores e inteligentes, os irmãos Baudelaire levam uma vida esmagada por aflições e infortúnios. Logo no primeiro capítulo as crianças estão na praia e recebem uma trágica notícia. A infelicidade segue os seus passos, como se eles fossem imãs que atraíssem desgraças. Neste pequeno volume, os três jovens têm que lidar com um repulsivo vilão dominado pela cobiça, com roupas que pinicam no corpo, um incêndio calamitoso, um plano para roubar a fortuna deles e mingau frio servido como café da manhã. É meu triste dever pôr no papel essas histórias lamentáveis. Mas não há nada que o impeça de largar o livro imediatamente e sair para outra leitura sobre coisas alegres, se é isso que você prefere. Respeitosamente, Lemony Snicket.
   Essa é a mensagem que o autor deixa aos leitores logo de cara. Lemony Snicket é o pseudônimo do autor (Daniel Handler) que além de narrador é também personagem do livro e o tempo todo dialoga com o leitor de maneira bem intima, muitas vezes avisando-nos que ainda dá tempo de ler algo mais feliz e alegre.

   Já avisados de todas as infelicidades pelas quais os personagens irão passar começamos a história sendo apresentados à Violet, a irmã mais velha, inventiva e criadora de várias geringonças, Klaus, o irmão do meio, rato de biblioteca e uma memória de dar inveja a qualquer um e por último mas não menos importante a bebê Sunny, que não consegue falar muita coisa além do "dialeto dos bebês" mas que tem dentes muuuuito afiados (e que serão úteis em diversos momentos de apuros). Sabemos também que os pais morreram num incêndio misterioso e que o grande desafio é encontrar um tutor para os órfãos. O primeiro volume narra as desventuras das crianças com o primeiro tutor, Conde Olaf, que fará o possível e o impossível para conseguir por as mãos na fortuna dos Baudelaire.

   É preciso ter em mente que estes livros são feitos para crianças, portanto são bem despretensiosos e não é o tipo de leitura reflexiva e que muda a vida de um leitor. Muitas vezes nos deparamos com situações inimagináveis, ou completamente impossíveis como três crianças indo trabalhar numa serraria, ou um conde que é visivelmente mau cuidando de órfãos, entre outras situações bizarras em que os três se metem e que valem a pena ler.

Os diversos disfarces de Conde Olaf

   Confesso que todos os avisos que Snicket vai nos dando no decorrer do livro só me fizeram querer continuar a ler a série. Pra que a vida dessas crianças tão desgraçadas seja digna de ser narrada em tantos livros, algo muito interessante deve estar no meio disso tudo né? E olha, bota vida desgraçada nisso hein? Mas é interessante que no meio da leitura, dos infortúnios todos, a gente se pega dando risadas. Ou por causa de algum personagem espalhafatoso, ou a atitude de algum dos irmãos (a Sunny é boa nisso), ou pela maneira como o autor conduz a narrativa (aprendi várias palavras e termos interessantíssimos durante a leitura, inclusive). Uma história que é tão pesada por conta de todos os acontecimentos ruins transforma-se numa leitura divertida e fácil de ler. Apesar dos elementos mórbidos, que não faltam na obra, sobra otimismo pra dá e vender. É o tipo de livro que você lê esboçando um sorriso.

   Obviamente este é apenas o primeiro, e menor, livro da série e a medida que as desventuras dos órfãos Baudelaire vão se desenrolando novos personagens (e tutores) vão aparecendo, a história do conde Olaf vai se aprofundando e as peças de um quebra-cabeça muito mais complexo vão se mostrando. A sala dos Répteis, O Lago das Sanguessugas, A Cidade Sinistra dos Corvos, e O Hospital Hostil são alguns dos outros títulos da série. Aconselho então que a leitura dos livros 1 ao 3 (ou 4) sejam feitas como um livro só, uma vez que os primeiros volumes são um tanto pequenos.

   Um filme baseado no livro foi lançada há algum tempo atrás, e segue os livros 1 ao 3, uma vez que o conteúdo de apenas um livro era insuficiente para fazer uma adaptação. Como fã da série acredito que a produção foi bem sucedida em retratar a história dos irmãos em diversos aspectos, conseguindo captar muito bem a sacada do escritor, que foi fazer um livro para crianças, sobre crianças, mas que não é infantil, mas do filme eu falo outro dia!! Vou deixar o trailer porque eu gosto caso alguém ainda não tenha assistido (apesar de já ter passado na tv algumas vezes).



Segue a lista dos livros da série: Livros em Série

You Might Also Like

5 comments

  1. Desventuras em série é realmente incrivel ♥♥♥
    ~ gislei.com

    ResponderExcluir
  2. Li a série há alguns anos, então não lembro de muitos detalhes, muito embora continue lembrando que gostei muito da história dos irmãos Baudelaire. A versão em filme também foi muito legal de acompanhar, acho que eles conseguiram captar bem a atmosfera do livros, com todas as mensagens e cenas malucas. Só é uma pena que não tenham sido feitos mais filmes para abranger os outros livros, seria legal ter um desfecho nos cinemas para a história dos irmãos. :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu li há muito tempo também... Lembro de detalhes de alguns livros, provavelmente os que mais gostei, então resolvi reler; aos poucos estou comprando e relendo a série. Uma pena o filme não ter tido continuação :(

      Excluir
  3. Eu já li e amei, cada livro é incrível!
    http://thejubilance.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Subscribe