viagem a kyoto - dia 2

quinta-feira, março 14, 2013

Hoje visitaremos o Palácio Imperial de Kyoto e Castelo Nijo! Nesse mesmo post iria escrever também sobre Arashiyama, mas resolvi fazer um post apenas para esse lugar. Vamos lá? (As duas fotos a seguir não foram tiradas por mim)

Palácio Imperial de Kyoto:



O Palácio Imperial de Kyoto (京都御所, Kyōto Gosho) costumava ser a residência da Família Imperial Japonesa até 1868, quando o imperador e a capital foram movidos de Kyoto para Tóquio (como disse no post anterior) e está localizado no Parque Imperial de Kyoto (京都御苑, Kyōto Gyoen), um parque atrativo bem no centro da cidade. Como muitos dos outros locais históricos de Kyoto, a estrutura atual foi reconstruída em 1855 após vários incêndios.

A entrada do parque é gratuita. Vimos muitas pessoas caminhando, passeando com a família por lá quando chegamos. Mas a entrada nos jardins do palácio só é permitida com tour agendado (japonês ou ingles) realizado pela Agência da Casa Imperial. Cada passeio leva cerca de uma hora e permite que os visitantes conheçam os jardins e vejam as edificações de perto, mas infelizmente não é possível entrar no palácio.  

Não conseguimos entrar nos jardins já que fomos ao local no domingo. É necessário fazer reservas antecipadas, online ou no escritório da Agência Imperial, que também está localizado dentro do Parque, mas que não abre nos finais de semana. Foi um pouco decepcionante não poder entrar, mas ainda sim foi emocionante percorrer o perímetro. Os muros do castelo possuem diversos portões e o parque é bem grande, 1300 metros por 700.

Castelo Nijo:


Logo depois de andar pelo Parque Imperial de Kyoto rumamos para o Castelo Nijo. O Castelo Nijo é lindo e o melhor, pudemos entrar em um dos palácios!!! O Castelo foi construído em 1603 como residência de Tokugawa Ieyasu, o primeiro shogun do Período Edo (1603-1867) e as obras só foram concluídas 23 anos depois, pelo seu neto Iemitsu, que expandiu ainda mais o castelo.  

Depois do fim do xogunato Tokugawa, 1867, o Castelo Nijo foi usado como um palácio imperial por um tempo antes de ser doado para a cidade e aberto ao público como um local histórico e foi designado pela UNESCO como Património Mundial em 1994.

A entrada do Palácio é uma das mais caras que encontramos por Kyoto, 600 ienes, valeu cada iene, com certeza! O Castelo Nijo possui dois anéis de fortificações, cada um constituído por um muro e um fosso. A parede externa tem três portas, enquanto a parede interna tem dois. Os visitantes entram pelo portão leste (número 1 na imagem)

A primeira parte do tour consiste em visitar a principal atração do local, o Palácio Ninomaru, que serviu como residência e escritório do shogun durante suas visitas a Kyoto. São várias edificações conectadas entre si por corredores com piso chamado rouxinol, quando pisamos ele range, como uma medida de segurança contra intrusos. Os quartos do palácio são cobertos por tatame, tetos belamente decorados e pinturas incríveis nas paredes! Como na maioria dos templos e museus, não é permitido fotografar, para preservar a pintura.

Passamos pelas diversas salas de espera do castelo. Apenas os visitantes mais importantes poderiam chegar, enfim, até a sala de audiência, na qual o Xogun se sentaria no nível mais elevado cercado pelos seus seguranças. Nessa sala encontramos uma encenação de como seria esse encontro entre os senhores feudais e o xogun. São bonecos (talvez de cera) em tamanho real simulando uma reunião, é incrivelmente bonito! Fora do Palácio Ninomaru estende-se o Jardim Ninomaru, um jardim da paisagem tradicional japonesa com um grande lago e pedras ornamentais!

Portão Leste
Entrada do Palácio Ninomaru
Encontro dos senhores feudais e o Xogun - simulação (essa foto foi  retirada do google)

O próximo castelo é o Palácio Honmaru, um complexo formado por salas de estar, recepção, salas de entretenimento, e área de cozinha. As diferentes áreas são ligadas por corredores e pátios. Infelizmente esse palácio não é regularmente aberto ao público, (mas existam ocasionais aberturas). Os visitantes podem, no entanto, passear pelos jardins e subir na formação de pedra elevada que oferece uma vista espetacular da área (foto abaixo)







Bem esse foi o passeio de hoje e ainda está faltando Arashiyama. Praticamente não tirei fotos no Palácio Imperial, desculpem por isso, mas realmente a melhor parte não pudemos ver. Quanto às fotos do castelo Nijo, ficaram muito boas, quem quiser ver mais é só dar uma passada pelo album da viagem à Kyoto, no meu facebook (o album está aberto). Espero que tenham gostado e até a próxima!!

You Might Also Like

6 comments

  1. As fotos ficam tão perfeitas em Kyoto, né? Saudade demais do japão... Y-Y

    ResponderExcluir
  2. Nossa...deve ser como voltar ao passado!
    Meu namorado surtaria com esses castelos!
    Ele é doido por akeles jogos lá de lutas feudais: Nobunaga Oda, Lu Bu,etc...pra ele seria como entrar no jogo xD
    Eu senti arrepios só de ver!

    ResponderExcluir
  3. Ahhh eu me senti em Okami em um dos Jardins!!! Era identico >< Entendo esse sentimento!!! XD

    ResponderExcluir
  4. Ahhhh que sensacional! Deve ser super emocionante. É como conhecer uma parte do Japão que não estamos acostumados (além do que vemos em animes, geralmente). Se só a parte de fora já achei lindo, imagine dentro? Estarei esperando pelo post sobre Arashiyama!

    ResponderExcluir
  5. a título de curiosidade, paula, vc tem vínculo sanguíneo com os japoneses? claro, não precisa responder, se preferir.

    ResponderExcluir
  6. Panaceia, já até me perguntaram isso aqui tbm hauhauhau Mas não tenho não

    ResponderExcluir

Subscribe