Natal no Japão e Odaiba

sexta-feira, dezembro 28, 2012

Natal e os japoneses:    

   Antes tarde do que nunca, espero que tenham tido um natal lindo e cheio de comidas gostosas, com suas famílias lindas tendo um ótimo momento juntos! Como vocês já devem saber no Japão não se comemora o Natal por motivos óbvios. A maioria dos japoneses segue o xintoísmo ou budismo então nada de Jesus Cristo aqui. Mas me espantei ao ver todas as lojas cheias de arranjos bonitos de natal, com pisca-pisca, papai noel e tudo o que eles tem direito. As casas, no entanto, normalmente não ficam enfeitadas. Mas, aqui no dormitório mesmo, onde a maioria é asiática, fizemos uma festa de natal. Nesse post, portanto, vou contar um pouco do meu natal aqui do outro lado do mundo, paciência meus queridos XD

   Pra começar, o natal aqui não é nada além de uma data em que se pode sair com o namorado e fazer um programinha um pouco mais caro. As lojas ficam enfeitadas e cheias de presentes mas provavelmente só os pombinhos vão comprar algo. Já eu, participei de pelo menos 3 festas de natal. A primeira delas foi na universidade, no espaço brasileiro; a segunda, aqui no dormitório; a terceira foi um jantar com amigos que vieram pro Japão esses dias.

   Estava um pouco pra baixo por não estar com a minha família. Sabe como é né? A saudade aperta as vezes XD Mas as professoras de português se empenharam ao máximo em fazer uma confraternização bem no estilo brasileiro, tentando passar um pouco do espírito de natal para os alunos. Teve muita comida gostosa!! Farofa, frango, costelinha, empadinha, quibe, e até panetone (japoneses não comem panetone, então é meio difícil de achar). Fizemos um amigo oculto também. Foi muito bacana e me senti em casa!!

Turma toda reunida! Foto tremida e câmera ruim

   Já a festa no dormitório deu um pouquinho mais de dor de cabeça... A história é longa e não sei se vale a pena ou não contar aqui (hehe mas eu vou). Naquele momento eu só consegui ficar nervosa e chateada. Mas agora eu só consigo rolar de rir. Como já disse, japoneses não comemoram natal, mas por algum motivo algumas garotas estavam dispostas a fazer algo. Íamos juntar dinheiro e comprar umas pizzas com refrigerante e só. Como de costume, a senpai escreveu tudo no quadro de avisos para quem quisesse participar. E surpresa? Quase ninguém quis (com exceção de nós, ocidentais e algumas asiáticas). Até que a Okaasan (a dona do dormitório) disse que pagaria por tudo, inclusive um bolo de natal! No dia seguinte o dormitório inteiro estava participando. 

   Como vocês já devem saber também, japonês tem a idéia de que tudo deve ser feito coletivamente, cada um fazendo sua parte (e estão completamente certos sobre isso), e a okaasan acreditava piamente que nem todas estavam fazendo sua parte (e não estavam mesmo); então resolveu que seria melhor dividir as tarefas; inclusive, que NÓS deveríamos fazer o bolo de natal, só que com um pequeno detalhe... NÃO TEMOS FORNO! Bem não preciso nem dizer que o bolo deu errado, que só algumas de nós fizemos todo o trabalho e que inclusive não comemos os doces de sobremesa porque todo mundo chegou na nossa frente e não sobrou nada, né? Isso tudo me deixou com muita raiva na hora (de passar a noite inteira xingando todo mundo), mas alguns detalhes (detalhes??) bem interessantes me chamaram a atenção depois disso tudo. O que é uma festa para um japonês?

   Desde o início dos preparativos para essa festa eu já sabia que não seria nem de longe uma festa de natal. Mas se está no Japão, faça como os japoneses, não é verdade? A senpai estava pedindo sugestões do que fazer durante a festa. Eu disse "não podemos simplesmente comer e conversar e ouvir uma música?" Ela me respondeu: "claro que não!!!!". Demos diferentes sugestões, de coisas que geralmente fazemos em nossos países de origem, como amigo oculto no Brasil ou "caga tio" na espanha (que é bem engraçado, eu acho xD). Mas ela e as japonesas disseram "Não! JokenPo é bem mais divertido". Vocês ja foram em alguma festa pra ficar brincando de pedra papel e tesoura??  Ok, decidiram que nós jogaríamos jokenpo. A próxima pergunta foi "quais serão os presentes?". Nós dissemos "Com chocolate não tem erro!". Mas mais uma vez elas discordaram. Por fim eu sabia que tudo seria uma zona. Na hora da festa metade estava jogando jokenpo, outra metade gritando (?), e algumas outras de saco cheio, e a senpai tentando controlar tudo para que nada saísse do planejado! Já a troca de presente, isso sim foi emocionante. Lembram que eu havia sugerido chocolate né? Porque eu tinha certeza de que alguém ia comprar alguma coisa realmente ruim, se comprasse, e eu não queria ser a pessoa a receber tal presente (poxa, comprei Ferrero Rocher u_u). E eu estava certa. Uma americana ganhou nada mais nada menos do que um pote de VASELINA. A espanhola ganhou um pacote de iogurte! Ambos presentes de japonesas. e o que eu disse sobre chocolate? ninguem me ouviu... X)

   Agora, algo realmente curioso. Festa de japonês tem que ter cronograma. Vocês já foram em alguma festa que tem um cronograma a ser seguido? A nossa festa de natal tinha e eu fiquei chocada quando descobri!


   Sim, aí em cima está escrito que de 19:05hrs até 19:55hrs nós íriamos comer e que nos próximos 15minutos íriamos fazer o jogo "divertido". WTF? Desde de quando as pessoas precisam de cronograma para se divertirem?? Aliás, como alguém pode se divertir com tantos horários impostos? Mais uma vez fui perguntar para a professora de português e mais uma vez tivemos uma conversa um tanto reveladora (pra mim, pelo menos). Ela disse "Paula, japoneses não funcionam sem regras ou horários". E é verdade.

   Brasileiros odeiam regras. Regras são feitas para serem burladas, praticamente. Aqui não, se existem regras, elas foram feitas para serem seguidas. E nesse aspecto, brasileiros tem muuuuito o que aprender ainda né gente? Porém, se um japonês se vê numa situação sem regra alguma ele fica totalmente perdido. Exemplos verídicos agora: Se não está escrito em lugar algum, ou ninguém avisou ao japonês que a festa tem um horário pra terminar, ele vai ficar lá até ser expulso. O dono da casa pode estar nitidamente exausto, a bebida e comida podem ter acabado, mas ele vai continuar lá. Se num churrasco (japoneses não estão acostumados a churrascos brasileiros né?) o churrasqueiro der um prato com 15 asas de frango para o japonês (obviamente para que ele leve para a mesa e divida com os outros) ele vai comer todas as 15 asas de frango sozinho e vai voltar pra buscar mais porque ninguém disse a ele que era para ser dividido. O que pra nós funciona como senso comum pra eles talvez não exista eu acho. Meu deus o que você vai fazer com 15 asas de frango??? O mesmo funcionou com o cronograma da festa de natal. Tudo tem que estar perfeitamente esquematizado, para que ninguém fuja do controle e estrague tudo, porque eles simplesmente não sabem como agir numa situação que não está prevista. Mais uma vez isso me faz refletir como os japoneses detestam não estar no controle da situação, como se sentem impotentes quando isso acontece e o porque de o Japão ser tão "organizado". Alguém me corrija se eu estiver errada, mas isso foi o que eu consegui perceber com relação as tantas regras que existem na sociedade japonesa e o choque que acontece entre brasileiros e japoneses. Nós, com o jeitinho brasileiro, dando um jeito em tudo de última hora, enquanto japoneses fazem todo o planejamento possível. Imagino, como um japonês deve ficar totalmente confuso no meio dos brasileiros, e de tanta desorganização! XD No início eu não consegui me conformar com a tal festa, agora procuro esquecer meu lado brasileiro por uns minutos para olhar as coisas por outro angulo, afinal, estou no Japão, e a melhor forma de aproveitar ao máximo os 11 meses que estou passando aqui é fazendo isso, creio eu.

Odaiba:



Enfim, porém não menos importante, fui a Odaiba, a ilha artificial, para passar o dia 24 com os amigos da minha mãe. Inicialmente, pesquisando na internet os lugares que ainda gostaria de conhecer, Odaiba não me pareceu tão especial assim. Mas quando cheguei lá mudei de idéia completamente! Odaiba é o lugar mais famoso para os casais. Se um cara está a fim de uma garota ele vai convidá-la para ir a Odaiba. Não sei porque, mas quando cheguei lá realmente os casais estavam por toda parte. Os shoppings e lojas lá são realmente caros, mas ainda assim vale a pena. Eles tem até uma loja SÓ de camisinha!!! Lá pude ver muuuitos cosplayers. Me parece que é um lugar bem popular para tirar fotos e também para eventos desse gênero (estava rolando um no momento em que fomos lá). O Comiket acontece lá, se não me engano, duas vezes por ano! Aí vão algumas fotos!

                   
TV Fuji e a loja que vende só camisinhas. Tem camisinha de tudo que é tipo!! :'D

                  
Vista para a Rainbow Bridge e para a ilha artificial

                  
Gundan Cafe, os japoneses realmente gostam disso né??

   Para terminar o passeio por Odaiba visitamos um Onsen!!! Foi o primeiro onsen que vi na vida! Estava tão animada para conhecer um! Infelizmente, problemas do mês não me permitiram entrar na aguá (maldito seja meu útero) , mas por sorte, esse onsen tinha várias lojas e restaurantes, quase uma recriação de um mini-vilarejo do período edo dentro do local, então pude me divertir bastante, inclusive usar yukata!!!!! 

                  
Alguns dos restaurantes do Onsen

                   

  































Essa moça era uma gracinha, ela ajudava nas apresentações que aconteciam no palco principal e me deixou fotografá-la sem problemas :3


   Enfim, parabéns se você chegou até aqui!!! Ok gente, desculpem pelo post gigantesco!! Obrigada por acompanharem o blog, fico muito feliz de saber a opinião de vocês!! Ah, como estou inscrita no amigo oculto, logo logo posto o presente aqui x) Beijos e até a próxima


You Might Also Like

6 comments

  1. Que legal Paula! xD
    Acho que tenho um pouco de espírito japonês em mim...preciso que me digam exatamente o que fazer pq senão fico perdida ._. Muitos me acham lesada por isso...mas fazer o que?

    E que doidera isso da festa...jogar jokenpo e_e realmente divertido! Seria divertido se ganhasse algum doce de prêmio no campeonato de jokenpo!Imagina? To dando ideia xD

    Ah...e eu queria tanto tirar fotos com meus cosplays, mas falta coragem T_T
    E espero mais posts e mais curiosidades Paula!
    E japonês é doido ._.

    ResponderExcluir
  2. Acredita que deto tb tem cronograma? Sofro com o meu japonês! Nunca a podemos sair só por sair... Tem que estar TUDO planejadooooooo! U.U'

    Eu amo Odaiba! <3

    ResponderExcluir
  3. Odaiba tem todos os requisitos para satisfazer qualquer pessoa: ilha, mar, Rainbow Bridge, Fuji TV, monorail, estátua da liberdade, drift, entretenimento, shopping, shopping, shopping. Daí a opção dos casais, não?!

    ResponderExcluir
  4. Postarei mais logo logo Barbara *-*
    hauahuauha Aguenta firme Gesiane XD Eu tbm adorei Odaiba!!! *-* Quero ir de novo!
    Oomisoka, eu vi a Rainbow Bridge de noite, fica realmente bonito *---*

    ResponderExcluir
  5. Achei super legal o modo como você expôs o que parece que os japoneses pensam. Apesar de achar o máximo a organização deles, acho que tudo que é demais é ruim (meio termo fica aonde, gente?! Mas afinal, é a cultura do país, não é? Mudar é difícil, ainda mais quando está dando certo, hehe.

    Agora, deve ser muito difícil estar aí no meio e sentir essa diferença na pele. Eu mesma não tenho vontade de ir morar no Japão por conta dessa diferença cultural ser tão grande. Iria no máximo visitar!

    Sobre Odaiba... COSPLAY! <3

    Boa sorte por aí!!

    ResponderExcluir
  6. Amei ler esse post, é tão interessante saber um pouco mais da cultura de outros países através de um brasileiro. E o Japão deve ser realmente muito lindo, quero um dia ir visitar *-*

    ResponderExcluir

Subscribe