Um pouco sobre facebook, produtividade e metas

quarta-feira, março 12, 2014

Aí vai um desabafo. Facebook é inversamente proporcional à produtividade (e também à várias outras coisas...) e só pude perceber isso ao excluir o meu. Bem, funcionou comigo pelo menos, e essa última semana de férias foi mais produtiva do que todas as outras semanas juntas. Mas enfim, que tal começar do começo?

Creio que em Janeiro eu contei a vocês sobre minhas crises de ansiedade e como procurar ajuda foi a única saída que encontrei. Tive melhoras, recaídas, mas desde a metade de Fevereiro posso dizer que as coisas melhoraram em 70%. Mas e os 30% restantes? Quanto mais eu conversava com a psicóloga, mas achava aquilo tudo inútil; algo ainda tinha que mudar mas não conseguíamos chegar numa conclusão. Até que a ideia de excluir o facebook tomou a minha cabeça.

No início eu pensava: "como vou conseguir falar com meus amigos mais distantes?", "e os japoneses que conheci durante o intercâmbio?", "e os avisos da faculdade?". Então por mais algumas semanas eu mantive minha conta ativa, e aqueles 30% pareciam me incomodar ainda mais. Fui me dando conta do conteúdo da minha timeline, os "amigos" reclamando das falsas amizades, as fotos de cães maltratados, os caras xingando feministas, engraçadinhos metidos a revolucionários, indireta pra cá, "recalcada" pra lá entre outra infinidade de coisas que vocês provavelmente vêem na sua página inicial também... Através do perfil do facebook todo mundo tem muita coragem pra falar abertamente sobre qualquer coisa, mas não quando está fora dele. E pela primeira vez percebi que toda aquela informação (a qual eu não queria/precisava ter acesso), além de me deixar vidrada no computador,  estava me fazendo mal. Olhar o perfil das pessoas me fazia sentir de duas formas: Ou com raiva ou chateada por causa de alguma atitude, ou triste por perceber que fulano é tão bem sucedido e eu ainda estou onde estou (não todos, mas muitos, e isso é, em grande parte, culpa do meu estado mesmo). O facebook foi e é uma ferramente muito útil para vários fins, mas não a ponto de tornar alguém dependente dele e por muito tempo já não me trazia os benefícios que devia... Percebi que se fosse excluir todos que produziam comentários, ou publicações que me incomodavam, restariam apenas umas 10 pessoas como amigos. E sim, amigos meus de verdade rodariam, não porque discordo do que eles dizem, ou não esteja a fim de saber nada sobre eles, mas algumas coisas simplesmente nem eu nem você precisamos ler/ver/saber.

Então passei uma mensagem para todos aqueles que considerava importante, ou os que poderiam ter interesse em entrar em contato comigo, enviando meus números, email e o que mais fosse necessário e bye bye facebook! Nem preciso comentar quantas respostas pra essas mensagens eu obtive né? Mas não senti nada muito grande no dia seguinte, não me senti melhor, também não senti falta e me perguntei "por que tanto drama pra excluir um perfil se eu nem dependo dele pra nenhuma página ou divulgação de algum projeto?"

Mas aos poucos eu senti a diferença. Passei a usar meu tempo livre de forma mais sábia, no computador ou fora dele. Separei um tempo para organizar meu quarto (coisa que não tinha ânimo pra fazer há 3 meses); voltei a desenhar; voltei a escrever e ler um pouco mais; procurei amigos, me afastei daquela negatividade e animosidade toda, e principalmente, pela primeira vez em muuuuito tempo não senti necessidade de procurar em outras pessoas motivos pra me sentir feliz comigo mesma. E não acho que todos devam fazer o que eu fiz, é mais um desabafo de como eu consegui lidar com o último problema que ainda me afetava e de como o facebook me deixava pra baixo todo dia em que acessava a minha conta.

Desde que tudo isso começou, em Dezembro, fazer planos, ter metas parecia algo impossível pra mim. Me faltava desejo, ânimo, força. Mas parece que agora estou totalmente de volta à ativa, em 100%!! E mesmo atrasada alguns meses aí vai, finalmente, minha lista de resoluções para o ano de 2014!


You Might Also Like

5 comments

  1. Entendo perfeitamente! O único motivo que vejo para manter meu facebook é o meio de contato com amigos distantes, pq todas as coisas que aparecem nos meus feeds são basicamente inúteis. Tomei algumas atitudes quanto a isso: apesar de não ter deletado a conta, removi o aplicativo do meu celular e o site dos favoritos, utilizo apenas o Facebook Messenger que fica apenas para isso, um chat no celular. E desde que parei de perder tempo naquilo tenho me sentido bem melhor, em todos os aspectos. :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A sua alternativa foi bem bacana X) Como eu não tenho internet no celular nem pude fazer isso... Um dia tavez volte, ou não... Por enquanto assim está bom X)

      Excluir
  2. Muito legal o que você decidiu! Tomara que você melhore cada vez mais e consiga conquistar as suas metas! *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Yane! :3 Creio que vão melhorar ainda mais, e espero cumprir tudo mesmo (a parte da dieta é sempre difícil) ><

      Excluir
    2. Magina *-*! Conseguirá ! *--* ( Apesar de nem parecer que precisa de dieta nas suas fotos boa sorte *-* )

      Excluir

Subscribe